Proteção veicular: o que é e principais diferença para os seguros
Imagem - Getrak
Imagem - Getrak
Proteção veicular
9 de novembro de 2021
Proteção veicular: o que é, legalidade e principais diferença para os seguros
J
Publicado por
João Vitor Fernandes
Compartilhe:

Proteção veicular é a associação de vários proprietários de veículos, que formam um fundo de reserva para cobrir as despesas dos associados em caso de perda, furto, roubo ou incêndio do veículo.

A proteção veicular surgiu no Brasil na década de 1980, na cidade de São Paulo. Contudo foi em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, que a modalidade se popularizou. Naquela época, o sistema de proteção veicular foi a alternativa para os caminhoneiros que transportavam veículos e materiais inflamáveis e não eram contemplados com o mercado de seguros.

Ainda controverso, esse mercado tem crescido, porém ainda gera algumas dúvidas, principalmente por não ser regulamentado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) ou pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP).

Mas afinal, quais as vantagens e desvantagens da proteção veicular? Quais as diferenças para o seguro automotivo? Continue a leitura deste artigo que vamos responder todas essas perguntas e ainda te mostrar como você pode empreender e se tornar parceiro das associações de proteção patrimonial. 

O que é proteção veicular?

O processo de proteção veicular consiste na formação de uma associação de proprietários de veículos, que pagam uma mensalidade, a fim de formar um fundo de reserva. Este fundo, por sua vez, é o responsável por custear todas as despesas relativas à segurança dos carros daqueles associados.

A proteção veicular é administrada por associações, sem fins lucrativos, que ficam responsáveis por operacionalizar os grupos de associados e gerenciar o fundo de reserva. 

A proteção veicular é legal?

Como as associações de proteção veicular não são reguladas por nenhuma entidade de seguros privadas, SUSEP e CNSP, elas funcionam como cooperativas, devendo portanto responder às diretrizes da Organização de Cooperativas Brasileiras (OCB).

Ainda segundo o artigo 5º da constituição brasileira, “ é plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;” Ou seja, as associações de proteção veicular são plenamente legais. 

Imagem - Getrak
eBook

O guia definitivo para montar uma central de sucesso

Quais os cuidados em contratar uma associação de proteção veicular?

Antes de se associar a uma associação de proteção veicular você precisa pesquisar antes, conhecer a instituição, buscar referências e possíveis problemas que outras pessoas porventura tenham enfrentado com a empresa. 

Além disso, você deve prestar atenção nos seguintes pontos:

  • Custos e benefícios;
  • Consulte o CNPJ e verifique se há uma sede própria;
  • Avalie o número de associados;
  • Consulte o site de reclamações, como o Reclame Aqui e verifique como está a situação da empresa perante os seus associados;
  • Tempo para atendimento de ocorrências;
  • Cobertura;
  • Vistoria;
  • Contrato de adesão.

Além disso, é necessário que a associação use a tecnologia para otimizar e melhorar a proteção do seu patrimônio. Quer entender melhor como a tecnologia pode impactar esse mercado? Escrevemos aqui no blog um artigo sobre o assunto. Acesse o link abaixo e fique bem informado.

Vistoria e Contrato de adesão

Destacamos este ponto pois é um ponto de conflito entre as associações e associados. A vistoria, por exemplo, precisa ser feita por um profissional qualificado. Antes de assinar o contrato, verifique a experiência e qualidade do vistoriador. 

Ainda sobre o contrato, leia todas as cláusulas e tire todas as suas dúvidas com o representante da associação. É preciso entender todos os seus direitos e deveres para não ter problemas no futuro. 

Serviços de proteção veicular

Entre os principais serviços oferecidos pelas associações de proteção veicular estão:

  • Cobertura contra roubo e furto;
  • Amparo a colisões;
  • Cobertura contra alagamentos e incêndios;
  • Rastreamento veicular;
  • Seguro de vida;
  • Indenização a terceiros;
  • Guincho para remoção;
  • Rede de oficinas credenciadas;
  • Atendimento 24h;
  • Entre outros.

Quais as diferenças entre proteção veicular e seguro automotivo?

A principal diferença é na natureza de operação. Ou seja, enquanto o seguro automotivo é administrado pelas seguradoras — empresas do setor privado —, a proteção veicular é administrada por associações sem fins lucrativos. 

Contudo, existem outras diferenças. São elas:

Apólice

No seguro automotivo, como é de conhecimento geral, existem as apólices que registram todos os direitos e deveres do contratante e da seguradora. Em termos gerais, a seguradora assume todos os riscos, sendo, portanto, responsável pelos gastos com os sinistros. 

Já na proteção veicular, o que rege a relação entre associação e associados é o contrato assinado, sendo portanto ambos responsáveis pelo contrato firmado. 

Custo 

Outra grande diferença é o valor pago em cada modalidade. As seguradoras possuem custos maiores de operação e, por isso, precisam cobrar mais caro dos seus clientes. Já as associações de proteção veicular podem cobrar um valor mais baixo, tendo em vista que os fundos costumam ter vários associados, o que faz os custos serem mais diluídos. 

Adesão e Cobertura

A adesão a uma associação de proteção é bastante simples. Após a assinatura do contrato, vistoria e pagamento da taxa de adesão, o seu veículo já está protegido. Esse trâmite pode ser feito no mesmo dia. 

No caso das seguradoras é um pouco mais burocrático. É necessário uma avaliação da idade, sexo e estado civil do cliente, para definição do valor do custo do seguro. Essas informações são cruzadas com outras sobre o tempo de carteira, cidade em que mora e idade dos filhos, caso o cliente tenha.

Conclusão

Como vimos, a proteção veicular é uma alternativa aos seguros automotivos, contudo é necessário ficar atento ao contrato, ao vistoriador e, principalmente, à empresa que irá escolher como parceira.

Outra alternativa do mercado de segurança veicular é o rastreamento de veículos. Esse é um mercado que está em amplo crescimento e com boas possibilidades, tanto para quem quer proteger o seu patrimônio, mas também para quem quer investir em um negócio próprio. 

Que tal conhecer mais sobre o mercado de rastreamento veicular? Leia o nosso próximo artigo e fique por dentro de um dos mercados mais promissores para o próximo ano.

Central de rastreamento: O que é, porque investir e como montar