Imagem - Getrak
Imagem - Getrak
Rastreamento
24 de novembro de 2021
A importância da telemetria para a gestão e monitoramento de frotas
g
Publicado por
Getrak
Compartilhe:

A telemetria veicular é a tecnologia que coleta as informações dos veículos de forma remota, permitindo a gestão da frota de forma eficiente.

Ela pode ajudar a sua empresa a enfrentar algumas das principais dificuldades da gestão de frotas no país, como a falta de segurança, o trânsito caótico das grandes cidades e as condições inadequadas das estradas.

É através da telemetria, que possui diversas aplicações e nem sempre ligadas somente ao setor automobilístico, que o gestor de frotas pode tornar as suas operações mais eficientes e econômicas.

Neste artigo, vamos ajudar você a entender o que é a telemetria e como ela pode ser útil na gestão de frotas, tanto agora quanto no futuro.

Afinal, o que é telemetria?

No dicionário “tele” significa “remotamente” e “metria” quer dizer “medição”. Sendo assim, telemetria é a tecnologia que mede dados de forma remota.  Esse conceito aplicado aos veículos, é focado no monitoramento e gerenciamento de frotas e pode ser usado para o controle dos gastos com combustível, desempenho dos motoristas, distância percorrida e controle de manutenção. 

Essa tecnologia pode ser utilizada em veículos usados para aluguel, carros de Fórmula 1, e também na indústria de monitoramento veicular, ajudando na avaliação de rotas, rastreamento, desempenho, dirigibilidade e outros parâmetros de medição.

Veja alguns outros exemplos de aplicações da telemetria:

Imagem - Getrak
Material Rico

Tudo que você precisa saber sobre rastreamento, monitoramento e telemetria!

  • meteorologia;
  • energia;
  • gerenciamento hídrico;
  • fornecedores de energia;
  • água e esgoto;
  • telemetria veicular, a principal. 

Como funciona a telemetria

A telemetria utiliza o mesmo suporte que o rastreamento para transmitir informações (radiofrequência e GPS), mas proporciona um acompanhamento muito mais detalhado. Além de cumprir todas as funções de localização do veículo, ela permite monitorar em tempo real uma série de parâmetros específicos sobre suas condições e a maneira como ele é conduzido.

Sistemas de telemetria funcionam por meio de rastreadores e sensores instalados nos carros, coletando dados e transmitindo automaticamente para softwares especializados. O cruzamento de dados resulta na geração de relatórios extremamente detalhados. 

O que é a rede CAN?

A rede CAN é um sistema de transmissão de dados entre módulos de controles veiculares, ou seja, é a tecnologia que permite a medição e a transmissão de informações do veículo para controladores externos.

Em outras palavras, a rede CAN é a tecnologia usada por empresas de telemetria avançada para medir dados sobre velocidade médias do veículo, consumo de combustível, condições do motor, entre outros parâmetros.

Esse processo, conhecido como Telemetria CAN, é utilizado por empresas que possuem frota de veículos, para ter um melhor controle e otimizar os gastos com a operação e a manutenção dos carros. 

Como funciona o Hodômetro?

O hodômetro é o equipamento que mede a distância percorrida pelo veículo e funciona de duas formas: o hodômetro mecânico – comum em carros antigos – e o hodômetro digital. São encontrados, normalmente, atrás do volante compondo o painel de informações para  o condutor. 

Hodômetro mecânico

O hodômetro mecânico é composto por um sistema de engrenagens, que são girados por um cabo flexível, uma espécie de mola. Esse cabo é ligado no eixo de saída da transmissão e segue até o painel do carro, onde é conectado ao eixo de entrada do hodômetro. 

Assim, o eixo de entrada aciona o eixo de rosca que aciona o sistema de engrenagem. Esse processo é repetido várias vezes, fazendo girar o número no painel indicando a quilometragem percorrida. 

Hodômetro digital

No caso do hodômetro digital o processo é mais simples. Uma roda dentada é instalada na saída da transmissão e a medição é feita por meio de sensores magnéticos com a passagem dos dentes da roda.

No caso da medição digital, é possível regredir a quilometragem marcada, contudo, isso não é recomendado. Além de ser prejudicial para o carro, pois as manutenções podem não ocorrer no período correto, todo veículo guarda um histórico de quilometragem interno.

Quando a telemetria é utilizada?

mostrador de velocidade que funciona por meio da telemetria

Os fãs de automobilismo percebem a aplicação da telemetria frequentemente em competições como a Fórmula 1. Durante as corridas, as equipes visualizam em tempo real o desempenho das partes mecânicas, eletrônicas e aerodinâmicas dos carros. Além de dar dicas aos pilotos para melhorar a condução e fazer ajustes no veículo ao longo dos treinos e corridas.

Por meio dessa tecnologia, os engenheiros são capazes de modificar certos parâmetros à distância, comparar resultados e identificar problemas variados. É possível, por exemplo, alertar o piloto sobre o risco de superaquecimento no motor, falhas no sistema de freios ou desgaste excessivo dos pneus.

Não tenho equipe automobilismo, posso usar a telemetria?

Todas essas funcionalidades também estão disponíveis para aplicação nos veículos comuns e costumam ser utilizadas por empresas de transporte e frotistas. Com o monitoramento em tempo real, elas criam um histórico para cada veículo, tornando a manutenção preventiva mais eficiente e trazendo uma redução de custos significativa, além de mais segurança para funcionários e clientes. Veja algumas aplicações da telemetria no nosso dia a dia.

Telemetria aplicada ao IoT

A telemetria é a base para a tecnologia IoT, pois, o conceito de Internet das Coisas é o modo como os aparelhos estão conectados entre si e como os usuários têm acesso às informações geradas por meio de uma plataforma. 

Nesse sentido, como a telemetria e a tecnologia que mede dados de forma remota, podemos medir e controlar remotamente as informações geradas por:

  • relógios inteligentes;
  • iluminação automatizada;
  • sistemas de som;
  • eletroeletrônicos
  • etc. 

A partir desses dados, conseguimos ter, por exemplo, noção de consumo energético dentro de casa e vários outros quesitos. 

Telemetria, Logística e gestão de frotas

Outra aplicação comum da telemetria é no controle logístico, principalmente no controle de cargas. Isso traz diminuição de custo com tempo de entrega, integridade dos materiais transportados e custo de operação. 

Com a telemetria aplicada a logística é possível medir, entre outras coisas:

  • tempo de deslocamento;
  • condição do veículo;
  • velocidade média;
  • consumo de combustível;
  • trajeto percorrido.

Telemetria na agricultura

O crescimento da agricultura no Brasil veio muito em função do aumento de investimento em tecnologia. Com relação a telemetria, o uso de chip para monitorar as condições de saúde e alimentação do gado, por exemplo, é um ponto de destaque.

Além disso, agricultores fazem uso de drones para descobrir infestação de pragas, medir alterações climáticas e o controle da qualidade do solo, por exemplo. 

Quais são os tipos de telemetria?

Telemetria analógica 

A coleta dos dados é feita de sensor para sensor, por meio da instalação de chicotes, realizando uma leitura das rotações por minuto (RPM) no contagiro do veículo. Essa medição é feita observando cada pulso que o sensor envia e as calibrações feitas no veículo. Esse mesmo processo ocorre para a medição do odômetro.

Embora a telemetria analógica funcione em todos os veículos, a sua instalação é mais complexa e ainda demanda rupturas dos fios, calibrações constantes, que podem levar a perda da garantia do veículo. Essa tecnologia depende da aferição manual para a inserção dos dados no sistema.

Telemetria digital

Essa telemetria avançada é realizada através da rede CAN – Controller Area Network, por onde trafega toda a informação sobre o veículo, por uma comunicação sem fio.

Através de um computador de bordo, os dados são enviados para a central de rastreamento de veículos por meio de uma rede sem fio.* Essa transmissão de informações acontece em tempo atualizado e gera relatórios precisos que ajudam a logística dos veículos, por esse motivo é um sistema tão utilizado por transportadoras que buscam eficiência e otimização dos seus gastos e lucros.

* Veículos anteriores a 2009 não possuem CAN.

Confira alguns dados que são reportados através do computador de bordo do veículo com a telemetria avançada, que são idênticos ao painel:

  • velocidade e odômetro;
  • consumo de combustível;
  • RPM;
  • ponto e banguela;
  • freadas e acelerações bruscas;
  • captação de ponto morto.

Telemetria e rastreamento são sinônimos?

Não, eles não são sinônimos. O trabalho que cada um faz se complementa, considerando que o rastreamento é usado no sistema de telemetria. As duas informações se unem e são consolidadas no aparelho acoplado ao veículo, que, por sua vez, passa os dados para a central de monitoramento que faz a compilação e gera os relatórios.

Bateu uma confusão? Nós explicamos!

É simples, a telemetria coleta dados do veículo e o rastreamento coleta dados de localização, esses dois processos fazem parte de um sistema de monitoramento!

A coleta de dados de cada um dos sistemas também é feita por canais diferentes. O rastreamento utiliza o sinal GPS para obter as informações sobre a localização do veículo, enquanto os outros dados — consumo de combustível, por exemplo —, são obtidos por meio da rede CAN.

06 benefícios do sistema de telemetria para a gestão de frotas

01. Mais autonomia

Gerenciar dados é fundamental para identificar onde a empresa está acertando e onde ela precisa melhorar. Com o trabalho do sistema de telemetria, é mais fácil acompanhar os indicadores de desempenho e encontrar soluções para aperfeiçoá-los, se for necessário. 

02. Controle do consumo de combustível

Esse benefício é ainda mais vantajoso para empresas que realizam monitoramento logístico. Ao fazer o abastecimento, é possível saber, além do valor pago, quantos quilômetros o veículo rodou depois do último abastecimento.

A telemetria permite analisar tudo o que acontece no veículo, inclusive, se há alguma razão que o está levando a consumir mais combustível. Ela é tão precisa que ajuda até a saber quanto foi gasto e em quais viagens o consumo foi feito.

03. Redução de acidentes

Alguns motoristas têm dificuldade para controlar a velocidade com que conduzem seus veículos. A telemetria permite definir os limites de velocidades, de acordo com o que a via autoriza, por exemplo, e notificar o condutor, caso ele ultrapasse. Afinal, manter a velocidade padrão exigido pela lei é fundamental para garantir a segurança dos pedestres, motoristas e evitar multas.

04. Avaliação dos motoristas

Para quem tem uma empresa de logística, por exemplo, é interessante estar sempre avaliando seus motoristas. Como os seus colaboradores estão dirigindo? Eles estão respeitando a legislação de trânsito e sendo prudentes? Por meio da telemetria, dá para fazer esse ranking que favorece, não só a empresa, mas os próprios condutores, que ganham vantagens pela boa conduta.

05. Acompanhamento em tempo real

O acúmulo de horas extras é um gasto que pode ser evitado pela empresa. O acompanhamento em tempo real dos veículos e motoristas pode ajudar nesse fator, mantendo o equilíbrio da frota.

O monitoramento em tempo real te ajuda a entender se o seu colaborador está cumprindo a rota de forma eficiente e se é necessário algum ajuste no deslocamento. Com isso, você pode otimizar o dia a dia da sua equipe externa e reduzir os custos com horas extras. 

06. Diminuição de custos

O acompanhamento via telemetria viabiliza todas as possibilidades citadas acima, sendo, portanto, uma ótima ferramenta para a redução de custos. Outra vantagem é o acompanhamento que viabiliza as manutenções periódicas, evitando gastos com manutenções forçadas por problemas no veículo.

Infográfico que mostra as 06 vantagens da telemetria descritas no texto acima

Conclusão

Como vimos, a telemetria é fundamental para uma boa gestão de frotas. Mas você deve estar se perguntando: como montar uma central de monitoramento, rastreamento e telemetria?

Preparamos um artigo completo só para responder essa pergunta. Por mais que não seja complexo, você precisa contar com parceiros que ofereçam uma estrutura de qualidade para você montar a sua central. 

Ficou interessado? Leia nosso artigo sobre como montar uma central de rastreamento e descubra como empreender no mercado de segurança veicular.