Imagem - Getrak
Imagem - Getrak
Empreendedorismo
6 de maio de 2022
08 passos para alcançar sua independência financeira
g
Publicado por
Getrak
Compartilhe:

Para alcançar a independência financeira é preciso conquistar alguns objetivos, como por exemplo ter boas relações pessoais e conquistar reconhecimento e destaque profissional.

Quando começamos a nos preparar, ainda crianças ao ir para a escola primária, o objetivo principal é criar meios para que consigamos nos sustentar por conta própria. Contudo, para além de pagar as contas, é natural querermos ter recursos financeiros que nos proporcionem outras opções de lazer e conforto. 

A independência financeira, portanto, é quando conseguimos sustentar o padrão de vida desejado sem depender de um emprego fixo, ou seja, quando conseguimos trabalhar apenas por prazer ou opção.

Para quem busca alcançar esse objetivo, temos oito dicas para ajudar a não se desviar das metas e seguir com a independência nas diferentes etapas da vida. Vamos lá?

 1.Organizar as finanças é o primeiro passo para a independência financeira

O primeiro passo para uma mudança é entender como está a vida financeira. Não basta receber o salário no fim do mês e apenas pagar as contas e fazer compras. É preciso planejar os gastos, reservar algum dinheiro para investimentos futuros, como cursos de especialização, ou até mesmo uma graduação. 

Crie uma planilha na qual você consiga acompanhar a evolução e dos gastos e investimentos. Com esse controle, você consegue perceber onde o seu dinheiro tem sido empregado e promover otimizações para organizar melhor os recursos.

2. Gaste menos do que você ganha

Agora que você já organizou a casa é hora de fazer as análises. Uma boa ideia é separar os gastos em categorias e calcular o quanto gasta em cada uma delas. Elas podem ser, por exemplo, lazer, alimentação, transporte, moradia, educação e outros. Depois, é preciso entender qual é a porcentagem do salário gasta com cada uma delas.

Imagem - Getrak
Material Rico

Tudo que você precisa saber sobre rastreamento, monitoramento e telemetria!

Com todas as informações mapeadas é possível adequar os gastos para que você consiga gastar menos do que ganha, lembrando sempre de manter o que é essencial para que você tenha uma boa qualidade de vida.

O importante não é cortar todos os gastos e passar vontade, mas entender o que pode ser mudado dentro dos hábitos de consumo.

3. Crie metas

Agora que você organizou as finanças e já consegue se planejar para gastar menos do que ganha, é hora de criar metas e objetivos. Para tanto, é preciso pensar em três prazos diferentes: curto, médio e longo. Crie as metas de acordo com o intervalo de tempo em que deseja realizá-las.

Assim, em seis meses, pode-se planejar uma meta de curto prazo, como uma viagem de férias. O médio prazo, por sua vez, pode ser usado para metas que exijam um período de tempo maior: pode ser trocar de carro em 2 anos, por exemplo. No longo prazo, pode-se querer comprar algo ainda mais caro, como um imóvel.

Para cada uma dessas metas, é preciso pensar nos passos necessários. Isso porque tudo deve ser traçado, planejado e executado de acordo com o tempo que se pretende levar para atingir a meta.

4.Faça reservas financeiras

É essencial estar sempre preparado para percalços que possam surgir. Por isso, é importante fazer uma reserva de dinheiro específica para ser usada em situações de emergência.

Ser independente é estar pronto para ultrapassar os obstáculos sem se desestabilizar. Quando se tem uma quantia reservada, por exemplo, para um desemprego momentâneo, os objetivos não são atingidos se o planejamento for alterado.

Após definir os objetivos que pretende alcançar, determine quais são os passos necessários para chegar lá. Se a meta for um pouco mais ousada, por exemplo, vai ser preciso otimizar o tempo em relação ao trabalho, pois será necessário ter mais de uma fonte de renda. Lembre-se sempre de que tudo precisa ser planejado!

Pilhas de moedas

5. Estipule um prazo para a independência financeira

Quero ser independente financeiramente aos 45 anos! Claro que este é apenas um exemplo, não existe limite de tempo para começar. O importante é definir um prazo e focar os seus esforços para cumprir esse tempo. 

Nossos pais e avós sonhavam em ter uma vida de trabalho e contar com a aposentadoria. Hoje, precisamos ir além disso e definir metas mais ambiciosas. Agora que você já se organizou e consegue direcionar o seu orçamento da forma correta, é hora de pensar no futuro.

Quantos anos mais você quer trabalhar porque precisa? Essa é a pergunta!

6. Comece a investir e se aproxime da independência financeira

Agora que você já começou a guardar algum dinheiro e já sabe quando quer ter a sua independência financeira, olhe para a frente e encare as possibilidades que o mundo oferece.

Não invista todo o dinheiro na poupança só para ter uma reserva. Observe as mudanças do mercado e invista uma parte em opções que possam ser mais lucrativas. Temos, por exemplo, o tesouro direto ou outros investimentos de renda fixa. 

Ao longo dos anos, viver da renda obtida com os investimentos pode ser uma opção estável. Isso porque, se bem aplicados, os valores podem trazer retorno interessante em períodos mais longos.

Investir em ações de empresas já consolidadas é uma opção, assim como apostar em startups, empresas com pensamento jovem e que pensam um mundo diferente. 

7. Saia da zona de conforto

Viver dos lucros dos investimentos é uma excelente opção para quem quer ter sua independência financeira. Mas existe também a possibilidade de abrir o próprio negócio e trabalhar por conta própria. 

Você reparou que este passo a passo te ajudou a organizar as suas finanças, cortar gastos desnecessários e fazer investimentos? Pois bem, estes são também os passos fundamentais para quem quer empreender

Empreender não é algo simples e requer planejamento, paciência e esforço, Contudo é uma ótima oportunidade para quem quer aumentar a renda e, finalmente, trabalhar por prazer. 

8. Invista em capacitação

Decidiu empreender? Quer viver da renda de investimentos? Pensou melhor e deseja continuar trabalhando para a iniciativa privada? Para todas estas opções você precisa se capacitar.  Afinal, precisamos estar atualizados sobre nossa área de atuação, não é verdade?

É praticamente impossível conquistar a independência financeira ou até mesmo ter uma tranquilidade financeira, ganhando o mesmo salário sempre. Portanto, busque se qualificar e aproveitar sempre as melhores oportunidades para a sua carreira. 

Conclusão

O planejamento é essencial nessa caminhada. Porém, seguir à risca os planos é um grande desafio, já que muitas oportunidades são apresentadas ao longo dessa caminhada.

Alcançar a independência financeira é uma meta. Para atingi-la, é preciso planejar as etapas a serem executadas de forma a garantir a conquista no prazo estipulado. O importante nesse processo é estar em sintonia com os próprios objetivos e transformar o controle sobre a vida financeira em um hábito.

Deixo como sugestão o nosso ebook sobre como abrir um novo negócio! Com ele você terá um guia completo para tirar a sua empresa do papel. Espero que goste da leitura

Baixe o ebook: Tudo o que você precisa saber para abrir um novo negócio