Imagem - Getrak
Imagem - Getrak
Empreendedorismo
11 de junho de 2018
3 negócios com receita recorrente que deram muito certo
g
Publicado por
Getrak
Compartilhe:

Os negócios com receita recorrente estão entre os mais lucrativos do mercado atual. E não à toa: essa tem sido uma opção saudável e interessante para empresas dos mais variados segmentos e tamanhos.

Gerar receita é o objetivo de todo negócio, por isso, minimizar os riscos e as incertezas do mercado é a melhor opção para a saúde financeira de uma empresa.

Quer entender melhor o assunto? Continue lendo e confira alguns exemplos práticos!

O que são negócios com receita recorrente

Esse é um modelo de negócio que se baseia na venda de produtos ou serviços por meio do pagamento de uma mensalidade. Na prática, é a criação de uma base de clientes fixos, que pagam para contratar os serviços ou produtos de uma empresa por um determinado período de tempo.

Basicamente, podemos chamar esse modelo de fidelização do cliente. Com ele, o empreendedor aposta na venda a longo prazo, e elimina os riscos de fazer vendas esporádicas para clientes diversos. Assim, minimiza-se os riscos, principalmente em tempos de crise.

As vantagens da receita recorrente

Os contratos que têm maior prazo de validade podem oferecer uma segurança financeira para a empresa — além, é claro, de permitir que os lucros sejam auferidos com maior precisão.

Vejamos, a seguir, algumas vantagens desse tipo de negócio, que é um dos mais lucrativos no mercado atual:

Imagem - Getrak
eBook

O guia definitivo para montar uma central de sucesso

Segurança financeira

A previsão de receita pode ser uma das maiores seguranças para uma empresa. Estabelecer contratos com tempo de duração de médio e longo prazo permitem essa previsão precisa da receita.

Com isso, a organização e planejamento financeiro da empresa tornam as decisões de investimento mais claras e assertivas.

Investimento

O cliente investe em um produto ou serviço a partir do momento em que ele entende que terá benefícios com essa aquisição. Ou seja, quando tem a necessidade de consumir o seu produto, ele pagará e se tornará fiel, para não ficar sem ele. 

Para alcançar esse resultado, portanto, a empresa precisa investir em avançados diagnósticos sobre as necessidades dos clientes. Assim, pode criar um plano de ação que atinja esses objetivos.

Criar pacotes de serviço

A criação de pacotes de serviço permite aumentar e melhorar a relação do cliente com a empresa. Inclusive, a combinação de produtos pode ser uma excelente ferramenta para atingir resultados que levem à contratação desse tipo de serviços agregados.

Alguns exemplos desse modelo de negócios

De fato, são vários os modelos de atuação dos negócios com receita recorrente. Entre eles está o modelo de assinatura, que é um dos mais comuns de se encontrar no mercado atual.

Grosso modo, ele tem como característica sofrer perdas menores nos períodos de sazonalidade, o que acaba gerando mais consistência no fluxo de caixa da empresa. Na prática, trata-se dos contratos de médio e longo prazo por produtos ou serviços que não ficam obsoletos com o passar do tempo.

Para você entender isso melhor, vejamos agora algumas informações sobre 3 empresas que atuam no modelo de receita recorrente e que são sucesso no mercado:

1. Netflix

Modelo de negócio de sucesso no mercado audiovisual, a Netflix é uma plataforma global que oferece a transmissão on-line de filmes, séries e documentários. Ao todo, são mais de 100 milhões de assinantes no mundo inteiro!

E esse modelo foi o pioneiro no segmento, fidelizando clientes que podem assistir a produções exclusivas e demais filmes dentro de um catálogo variado. Atingindo um nicho de mercado no final dos anos 2000, quando as locadoras nos Estados Unidos já estavam ficando obsoletas e a internet vinha se fortalecendo. 

Hoje, essa é uma das empresas do ramo audiovisual que mais cresce ao redor do mundo, com séries e produções milionárias sendo produzidas exclusivamente para exibição na plataforma digital, bem longe das bilheterias do cinema.

Seus planos de aquisição variam de acordo com o gosto e a necessidade do cliente, o que ajuda na fidelização, criando pacotes promocionais que cativam os seus usuários.

2. Spotify

Com a popularização dos smartphones e da internet, surgiu a necessidade de uma plataforma que permitisse aos usuários ouvir e compartilhar seus gostos musicais com os amigos.

Assim, em 2008 surgiu o Spotify, uma plataforma interativa em que seus clientes podem ouvir músicas, podcasts e vídeos dos seus cantores ou bandas preferidas ao redor do mundo.

Por meio do pagamento de uma mensalidade fixa, o cliente pode baixar as músicas para o celular e ouvir mesmo não estando conectado à internet.

Esse é o serviço de streaming mais utilizado no mundo, e a porta para divulgação de novas produções dos artistas mundiais. Hoje, tão importante quanto lançar uma música na rádio ou programa de televisão é lançar um álbum ou single no Spotify para alcançar milhares de fãs.

3. LinkedIn

Sem dúvida, uma das ferramentas mais eficazes na busca por uma colocação profissional é o LinkedIn. Pode-se dizer que a plataforma é a vitrine virtual de currículos e habilidades dos profissionais que estão inseridos ou buscando se inserir no mercado de trabalho.

São mais de 350 milhões de usuários registrados, que usufruem da diversidade de produtos que a plataforma oferece.

Gratuitamente, é possível apenas consultar e inserir o seu currículo na base de dados. Porém, aderindo aos pacotes de fidelização, você pode concorrer a vagas e contar com o suporte para preenchimento do currículo, além de ter acesso as melhores oportunidades de trabalho da plataforma.

Por meio do LinkedIn os profissionais também trocam experiências e publicam artigos relacionados à sua área de trabalho. Assim, é formada uma rede de contatos, o que aumenta as possibilidades de recolocação no mercado de trabalho.

Enfim, o modelo de negócio de receita recorrente tem sido a melhor opção para startups e novas empresas que estão se inserido no mercado. Afinal, como vimos, a previsão da receita e a fidelização garantem para a empresa mais estabilidade e saúde financeira para realização de investimentos.

Inclusive, vale ressaltar: criar no cliente uma necessidade para consumir os produtos ou serviços oferecidos pela sua marca pode ser uma boa saída para superar as instabilidades do mercado em momentos de crise.

E aí, gostou deste post? Então aproveite para nos seguir nas redes sociais e confira nossas atualizações em primeira mão! Estamos no Facebook, no YouTube e no LinkedIn.